Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Estimativa é de que as chamas consumiram 500 hectares de florestas de eucalipto Equipes do Governo do Estado se uniram a
Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

O crime aconteceu nesta terça-feira (12), na Avenida Aureliano Moura Brandão, região central da cidade.   De acordo com informações do boletim
6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

Foi desencadeada no último dia 7 de setembro no Município de Ribas do Rio Pardo a “Operação Independência” com o
Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Um guia para esclarecer, de vez, como recorrer às propriedades da nossa flora sem correr riscos O uso de plantas para tratar doenças
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,

Alvo de polêmicas nacionais, o forró vai resistir ao funk e ao sertanejo


lluiz gonzaga
Esta postagem foi publicada em 10 de junho de 2017 Brasil, Notícias Barra Lateral, Política.

Rótulo genérico que abarca músicas de vários ritmos nordestinos, o forró esteve envolvido em duas recentes polêmicas que reverberaram esta semana em todo o Brasil. Uma é a apropriação indébita da toada Asa branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1947) – uma das pedras fundamentais da obra do compositor pernambucano Luiz Gonzaga (1912 – 1989) desde que foi lançada há 70 anos na voz do Rei do baião – por funkeiro paulista conhecido como MC Yuri. Sem autorização, o MC se apropriou da melodia de Asa branca para propagar letra de versos pornográficos em atitude que gerou bem-sucedida ação informal do neto de Luiz, Daniel Gonzaga, para a retirada da gravação da web.
A outra polêmica envolveu a cantora paraibana Elba Ramalho, voz que hasteia em solo nacional a bandeira da nação musical nordestina desde a década de 1970, com sucesso especialmente massivo nos anos 1980. Elba criticou a crescente contratação de artistas do universo pop sertanejo em eventos juninos que sempre tiveram como principais atrações nomes ligados ao forró.

 

Embora haja o inegável apelo da música pop sertaneja junto ao povo de todas as cidades do Brasil, em forte domínio do mercado fonográfico e da indústria do showbizz, a cantora tem razão em defender que um evento junino como o de Campina Grande (PB) priorize na programação somente artistas ligados ao gênero de música nordestina que toca no circuito das festas de São João. Afinal, se todo evento for considerar o inegável apelo popular da música sertaneja, Luan Santana e Marília Mendonça iriam ser escalados até para festivais de rock independente. É preciso respeitar ao menos os nichos de mercado.
De todo modo, o fato é que o forró mais tradicional sempre haverá de ser cultuado e cantado no Brasil, sobretudo no Nordeste. Tanto que nada menos do que 15 álbuns de Luiz Gonzaga, lançados originalmente entre 1970 e 1985 pela gravadora RCA-Victor, acabam de ser disponibilizados nas plataformas digitais, veículos para a conquista de futuros ouvintes. A própria discografia de Elba no período 1982–1995 também acaba de ser posta nessas plataformas. Ou seja, mesmo que o forró tradicional já seja produzido de forma mais escassa, o gênero sempre vai resistir ao tempo.
(Créditos da imagens: Luiz Gonzaga e Elba Ramalho em fotos de divulgação)


98 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-