Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,
DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

Em nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, que defendem o ex-presidente Lula, afirmam que "o
Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Você já está estudando para o concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo? Se você está perdido e
Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

De acordo com o boletim de ocorrência um homem de 55 anos foi encontrado morto em um dos quartos do
Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Os três senadores de Mato Grosso do Sul votaram a favor da reforma trabalhista, nesta terça-feira (11), em pleito realizado

Após confessar que recebia mesada do PCC, vice de Direitos Humanos é afastado


pcc
Esta postagem foi publicada em 27 de novembro de 2016 Brasil, Noticia Extra 4, Notícias Barra Lateral.

Preso em operação da Polícia Civil, Luiz Carlos dos Santos foi afastado do conselho estadual de direitos humanos (Condepe) e será alvo de sindicância

Vice-presidente do Condepe, Luiz Carlos de Santos foi um dos alvos da Operação Ethos, deflagrada na última terça-feira

Reprodução/EPTV Vice-presidente do Condepe, Luiz Carlos de Santos foi um dos alvos da Operação Ethos, deflagrada na última terça-feira

O Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos de São Paulo (Condepe) decidiu, em reunião nesta sexta-feira (25), afastar o vice-presidente do conselho, Luiz Carlos dos Santos, preso nesta semana em operação da Polícia Civil e do Ministério Público estadual.

Preso em sua casa, em Cotia, na manhã de terça-feira (22), Santos teria recebido R$ 130 mil da facção criminosa PCC para apresentar denúncias falsas junto a organismos de proteção aos direitos humanos, visando desestabilizar a segurança do estado de SP. O vice do Condepe também é acusado de receber e repassar dinheiro a integrantes do grupo criminoso.

Em nota, o conselho de Direitos Humanos paulista alegou que o afastamento de Santos visa “garantir a transparência e isenção nas investigações e processos em andamento, assim como zelar pela continuidade dos trabalhos do Conselho”. O órgão também anunciou que abrirá uma sindicância interna para analisar as condutas de Luiz Carlos Santos no conselho

Em depoimento à Polícia Civil em Presidente Venceslau, interior de São Paulo, Santos confirmou que teria aceitado receber R$ 2 mil mensais oferecidos pela advogada Vanila Gonçalves, que trabalha para o PCC. O pagamento, segundo o próprio depoimento do vice-presidente do Condepe, seria para que ele “ajudasse os amigos e clientes” da advogada.

Santos explicou que essa ajudaria consistiria em usar de sua influência como conselheiro do Condepe para convencer desembargadores a aceitarem recursos e apelos apresentados por Vanila. Santos teria recusado fazer esse tipo de trabalho, mas a advogada manteve o pagamento da mesada para que o vice do Condepe continuasse fazendo denúncias contra o sistema prisional paulista. O valor dessa mesada, posteriormente, passou a ser de R$ 5 mil por mês.

Além do vice-presidente do Condepe, outras 34 pessoas foram presas na Operação Ethos, deflagrada pela Polícia Civil e Ministério Público, com o apoio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Os acusados, cuja maioria é composta por advogados, utilizava a profissão para repassar ordens de detidos dentro de presídios para criminosos do lado de fora.

Fonte: Último Segundo 


60 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-