Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Estimativa é de que as chamas consumiram 500 hectares de florestas de eucalipto Equipes do Governo do Estado se uniram a
Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

O crime aconteceu nesta terça-feira (12), na Avenida Aureliano Moura Brandão, região central da cidade.   De acordo com informações do boletim
6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

Foi desencadeada no último dia 7 de setembro no Município de Ribas do Rio Pardo a “Operação Independência” com o
Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Um guia para esclarecer, de vez, como recorrer às propriedades da nossa flora sem correr riscos O uso de plantas para tratar doenças
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,

Autora de denúncia chora e pede desculpas a Dilma por tê-la feito sofrer


janaina
Esta postagem foi publicada em 30 de agosto de 2016 Brasil, Notícias Barra Lateral, Política.

Senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) se exalta com discurso da jurista e a acusa de ter sido paga para fazer parecer que embasa denúncia do impeachment

A advogada Janaína Paschoal em depoimento da acusaçãona sessão no Senado desta terça-feira
Edilson Rodrigues/Agência Senado – 30.08.16

A advogada Janaína Paschoal em depoimento da acusaçãona sessão no Senado desta terça-feira

Uma das autoras do pedido de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, a advogada Janaína Paschoal chorou e pediu desculpas à petista durante discurso no Senado Federal na sessão de julgamento final do impeachment desta terça-feira (30).

“Finalizo pedindo desculpas à senhora presidente. Não por ter feito o que fiz, mas por eu ter lhe causado sofrimento. Mas sei que a situação que está vivendo não é fácil. Muito embora não fosse meu objetivo, causei sofrimento”, afirmou a advogada se direcionando a Dilma.

“Peço que ela um dia entenda que eu fiz isso também pensando nos netos dela”, afirmou a advogada, que, mais cedo, tinha reconhecido é que “muito difícil” apresentar um pedido de impeachment contra uma mulher.

A fala de Janaína ocorreu no dia seguinte ao depoimento de Dilma no Senado. Em sua fala, a petista afirmou que não há base legal para pedir sua saída da Presidência da República e se disse vítima de um “golpe” parlamentar.

Exaltação da defesa

Exaltada, a senadora petista Gleisi Hoffmann (PR) chegou a acusar a advogada de acusação Janaína Paschoal de ter sido paga para fazer o parecer do impeachment da presidente afastada.

A senadora criticou a fala da acusação e afirmou que tanto Janaína quanto Miguel Reale Júnior não fizeram um debate jurídico e sim político. “Para fazer debate político, tem de se submeter a votos populares”, atacou.

A senadora petista afirmou ainda que o processo de impeachment é contra o povo e citou nominalmente as Avenidas Paulista, Nossa Senhora de Copacabana e Atlântica como locais de “uma elite que apoia o golpe”.

Presidente do PSDB, Aécio Neves (PSDB-MG) rebateu a declaração de Gleisi e disse que ela não pode ofender o Senado nem advogados da “dimensão moral e intelectual” como Janaína Paschoal e Miguel Reale Júnior.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, responsável pela condução do julgamento de Dilma, também saiu em defesa dos advogados. Ele ressaltou que a legislação brasileira estabelece que um advogado é inviolável no exercício de sua profissão.

* Com Estadão Conteúdo

Fonte: Último Segundo – iG 


97 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-