Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Estimativa é de que as chamas consumiram 500 hectares de florestas de eucalipto Equipes do Governo do Estado se uniram a
Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

O crime aconteceu nesta terça-feira (12), na Avenida Aureliano Moura Brandão, região central da cidade.   De acordo com informações do boletim
6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

Foi desencadeada no último dia 7 de setembro no Município de Ribas do Rio Pardo a “Operação Independência” com o
Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Um guia para esclarecer, de vez, como recorrer às propriedades da nossa flora sem correr riscos O uso de plantas para tratar doenças
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,

Bebês são acomodados em caixas de papelão por falta de berços em maternidade de Goiás


bebe-caixa-3
Esta postagem foi publicada em 13 de junho de 2017 Brasil, Notícias Barra Lateral, Surreal.

Secretaria de Saúde confirma que situação correu devido à superlotação da unidade, em Aparecida de Goiânia.

 Imagens obtidas pela TV Anhanguera mostram bebês que nasceram na Maternidade Marlene Teixeira em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, acomodados em caixas de papelão (veja acima). Avós de recém-nascidos reclamam ainda da superlotação da unidade e que os partos não estão sendo feitos nas salas de cirurgia.

As fotos mostram diferentes bebês envoltos em mantas, mas deixados ao lado das mães dentro de caixas de papelão. Nas imagens é possível perceber que um dos recipientes era de toucas descartáveis.

A Secretaria de Saúde da cidade admitiu, por meio de nota, que as imagens foram feitas dentro da Maternidade há cerca de duas semanas. Segundo o texto, a unidade está atendendo uma demanda maior do que comporta e que “o objetivo dos profissionais que improvisaram a caixa como um berço foi de melhor atender e acolher o paciente naquele momento”.

O órgão reforça que a atitude foi tomada “com a aprovação da mãe, que entendeu a necessidade da situação e foi bem assistida, assim como a criança”. Ainda assim, após o ocorrido, mais três berços foram enviados à Maternidade.

Bebês foram colocados em caixas de papelão por falta de berços em maternidade (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Bebês foram colocados em caixas de papelão por falta de berços em maternidade (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Partos

A aposentada Neuristela Rodrigues contou que a bisneta nasceu na enfermaria por falta de quartos disponíveis no local. “Não tinha quarto, nada para socorrer. Acho que é uma falta de vergonha. Um hospital grande como esse, que foi reformado, por que não tem tudo isso?”, questionou.

Já a dona de casa Shirlei Custódia reclama que a Maternidade está muito cheia e há dificuldade de atendimento para todos por falta de estrutura. “A sala do pré-parto estava lotada. Estavam fazendo partos lá mesmo. Eu vi dois partos, não estão indo para a sala de cirurgia, só as cesárias”, contou.

A Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia ressaltou que está ampliando os leitos da Maternidade de 13 para 23. A unidade está atendendo “30% a mais da sua demanda normal, já que as unidades da capital estão com capacidade reduzida”. Conforme o órgão, “em janeiro a Maternidade realizava 70 partos por mês, hoje são 130 partos”.

Recém-nascidos foram acomodados em caixas de papelão em maternidade (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Recém-nascidos foram acomodados em caixas de papelão em maternidade (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Fotos mostram bebês dentro de caixas de papelão em maternidade de Aparecida de Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Fotos mostram bebês dentro de caixas de papelão em maternidade de Aparecida de Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Por falta de berços, recém-nascidos são colocados em caixas de papelão (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Por falta de berços, recém-nascidos são colocados em caixas de papelão (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

 Do G1

59 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-