Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,
DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

Em nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, que defendem o ex-presidente Lula, afirmam que "o
Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Você já está estudando para o concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo? Se você está perdido e
Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

De acordo com o boletim de ocorrência um homem de 55 anos foi encontrado morto em um dos quartos do
Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Os três senadores de Mato Grosso do Sul votaram a favor da reforma trabalhista, nesta terça-feira (11), em pleito realizado

‘Bebia muito, não via nada’, alega pai suspeito de ‘vender’ filho a estuprador


conselho_tutelar
Esta postagem foi publicada em 23 de junho de 2016 Notícias Barra Lateral, Notícias da Região.

Conselho Tutelar acompanhou o caso

conselho_tutelar.jpeg
conselho_tutelar.jpeg

O caso denunciado à polícia através do ‘Disque 100’, de estupro de um menino de 9 anos, já teria sido acompanhado por conselheiros tutelares em Campo Grande. Segundo as informações prestadas. A família chegou a perder a guarda do garoto, que ficou temporariamente com uma irmã, por parte de mãe, que mora sozinha em outra residência.

Conforme declaração da conselheira que acompanhou o caso ao Jornal Midiamax, o pai do garoto seria alcoólatra e a mãe teria deficiência intelectual. Eles conheceram o agressor, de 56 anos, porque a mãe dele fazia doações de verduras e roupas e a mãe da vítima sempre buscava os donativos. O casal então conheceu o suspeito da violência sexual, que passou a frequentar a casa deles e, segundo o Conselho, dormia na mesma cama que o menino.

O Conselho também teria ficado sabendo do caso por denúncia através do ‘Disque 100’. A informação é de que o menino questionou o pai sobre o motivo pelo qual ele sangrava todas as vezes que ia ao banheiro fazer as necessidades fisiológicas.  Foi aí que ele foi atrás do agressor, que ‘sumiu no mapa’ e teria se mudado para uma cidade do interior. A família não procurou a polícia prontamente e ainda tirou a criança da escola, para que o caso não se espalhasse.

Essa informação foi negada pela família à polícia.

As conselheiras, segundo o relato, foram até a casa da vítima no dia 28 de maio, um dia após a denúncia, e descobriram que o menino já estava morando com a irmã mais velha, por isso passaram a jovem um termo de responsabilidade para que ela o matriculasse em outro colégio e continuasse a cuidar dele.

Também conforme a conselheira, não houve negação do estupro por parte da criança. A família foi intimada a comparecer ao Conselho Tutelar e prestar depoimento sobre o caso no dia 29, quando foi confirmada a violência. O homem de 56 anos teria estuprado o menino 4 vezes, com carícias e conjunção carnal.

Durante o acompanhamento, o pai foi questionado sobre porque nada foi feito.  A resposta para as conselheiras foi a seguinte: “eu bebia muito, eu não via nada, eu bebia até cair”. A informação é de que o estuprador dava dinheiro para o homem comprar bebidas e também para a mãe da criança, como forma de ‘comprar’ o silêncio deles.

O menino já passa por acompanhamento psicológico e deve fazer exame de corpo de delito nesta quinta-feira (23) a pedido da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente). O Conselho afirma que não houve falta de acompanhamento e que a situação foi repassada para a polícia. O caso segue em investigação policial como estupro de vulnerável e corrupção ativa.

Midiamax


49 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-