Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Cavalaria da PMMS garante segurança na Cavalgada em Louvor a Nossa Senhora Aparecida em Ribas do Rio Pardo

Cavalaria da PMMS garante segurança na Cavalgada em Louvor a Nossa Senhora Aparecida em Ribas do Rio Pardo

Campo Grande (MS) – A Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul através do 1° Esquadrão Independente de
Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Estimativa é de que as chamas consumiram 500 hectares de florestas de eucalipto Equipes do Governo do Estado se uniram a
Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

O crime aconteceu nesta terça-feira (12), na Avenida Aureliano Moura Brandão, região central da cidade.   De acordo com informações do boletim
6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

Foi desencadeada no último dia 7 de setembro no Município de Ribas do Rio Pardo a “Operação Independência” com o
Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Um guia para esclarecer, de vez, como recorrer às propriedades da nossa flora sem correr riscos O uso de plantas para tratar doenças
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas

CNT/MDA: Lula lidera contra todos; Bolsonaro se firma em 2º


lula-2-748x410
Esta postagem foi publicada em 19 de setembro de 2017 Brasil, Destaques 1, Notícias Barra Lateral, Política.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera em todos os cenários de eleição para presidente da República, seja para o primeiro, seja para o segundo turno, apontou pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira

O levantamento aponta ainda uma consolidação do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no segundo lugar das simulações, apontou o presidente da CNT, Clésio Andrade, e um alto índice de rejeição a todos os nomes colocados, o que pode favorecer o surgimento de um nome pouco ligado à política, um “outsider’.

“Um ponto importante nesses dados é que o Lula ganha em todos os cenários, tanto de primeiro quanto de segundo turno, Jair Bolsonaro consolida em segunda posição e a situação muito crítica do Aécio (Neves, do PSDB de Minas), praticamente fora do jogo”, disse o presidente da CNT.

Segundo a pesquisa, Lula é o primeiro colocado na resposta espontânea, com 20,2% dos votos, enquanto Bolsonaro ocupa a segunda posição com 10,9%, seguido do prefeito de São Paulo João Doria (PSDB), com 2,4%.

O nome da ex-senadora Marina Silva (Rede) foi lembrado por apenas 1,5% dos entrevistados, enquanto o governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) por apenas 1,2% cada.

Nas perguntas estimuladas, em que nomes pré-determinados são oferecidos aos entrevistados, Lula também é o que recebe a maior parcela de votos. No primeiro cenário de primeiro turno, Lula teria 32,4%, seguido de Bolsonaro com 19,8%, e de Marina com 12,1.

Aécio aparece em quinto lugar com apenas 3,2%, atrás de Ciro que tem 5,3%. Até um tempo atrás favorito para ser o candidato tucano, o senador mineiro Aécio chegou a ser afastado do mandato em maio por decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo, após ser gravado em uma conversa com o empresário Joesley Batista na qual teria pedido R$ 2 milhões para pagar os advogados que fazem sua defesa em inquéritos na Justiça.

O tucano melhor colocado nas pesquisas é Doria, que angaria 9,4% dos votos na quarta colocação em um cenário de primeiro turno que traz Lula na liderança com 32,7%, Bolsonaro em segundo com 18,4 e Marina com 12%.

No cenário em que o candidato do PSDB é Alckmin, o governador paulista também fica em quarto lugar, com 8,7% dos votos. Com 32%, Lula lidera, seguido de Bolsonaro, com 19,4%, e de Marina com 11,4%.

Nas simulações de segundo turno, Lula venceria Bolsonaro por 40,5 a 28,5%; Doria, por 41,6 a 25,2%; Alckmin por 40,6 a 23,2% e Aécio por 41,8 contra 14,8%.

A liderança de Lula na pesquisa se dá mesmo após o ex-presidente ter sido condenado em julho pelo juiz federal Sérgio Moro a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva no caso envolvendo um tríplex no litoral paulista.

Ocorre também depois de o ex-ministro Antonio Palocci ter acusado Lula, no início do mês, de ter se beneficiado diretamente de propinas da Odebrecht. O ex-presidente diz que é inocente de qualquer ilegalidade.

Rejeição

O diretor executivo do Instituto MDA, Marcelo Souza, atenta para o fato de que a pesquisa apresenta não só um índice elevado de brancos e nulos, como também aponta um alto nível de rejeição ao políticos.

“É uma rejeição bem forte com relação à classe política”, disse Souza.

Na mesma linha, Clésio argumenta que todos os nomes colocados apresentam rejeição pessoal acima dos 40 por cento, patamar considerado complicado para uma eventual disputa de segundo turno.

“Isso é muito complicado… abrindo a possibilidade para um candidato não político”, disse o presidente da CNT.

“É uma situação muito crítica, até desastrosa no sentido político eleitoral.”

A pesquisa foi realizada de 13 a 16 de setembro, em 137 municípios, com 2.002 pessoas. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais

Terra


183 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-