Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Cavalaria da PMMS garante segurança na Cavalgada em Louvor a Nossa Senhora Aparecida em Ribas do Rio Pardo

Cavalaria da PMMS garante segurança na Cavalgada em Louvor a Nossa Senhora Aparecida em Ribas do Rio Pardo

Campo Grande (MS) – A Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul através do 1° Esquadrão Independente de
Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Estimativa é de que as chamas consumiram 500 hectares de florestas de eucalipto Equipes do Governo do Estado se uniram a
Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

O crime aconteceu nesta terça-feira (12), na Avenida Aureliano Moura Brandão, região central da cidade.   De acordo com informações do boletim
6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

Foi desencadeada no último dia 7 de setembro no Município de Ribas do Rio Pardo a “Operação Independência” com o
Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Um guia para esclarecer, de vez, como recorrer às propriedades da nossa flora sem correr riscos O uso de plantas para tratar doenças
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas

Com votos de Marun e Elizeu, CCJ rejeita denúncia contra Michel Temer


temer
Esta postagem foi publicada em 13 de julho de 2017 Brasil, Notícias Barra Lateral, Notícias da Região, Política.

Parlamentares que integram a CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania), na Câmara dos Deputados, rejeitaram, nesta quinta-feira (13), por 40 votos a 25 o relatório que sugeriu o deferimento do pedido da PGR (Procuradoria Geral da República) para que o STF (Supremo Tribunal Federal) investigasse o presidente Michel Temer (PMDB) pelo crime de corrupção passiva. Entre os votos pró-Temer, os sul-mato-grossenses Carlos Marun (PMDB) e Elizeu Dionízio (PSDB), protagonizaram a defesa do presidente.

A sessão foi marcada por tumulto e bastante discussões entre os deputados. Quatro parlamentares se manifestaram para orientação dos líderes partidários, dois favoráveis à aceitação da denúncia e dois contrários. Entre eles, o sul-mato-grossense Carlos Marun (PMDB), que protagonizou a defesa do presidente.

 Rejeitado o parecer inicial, do relator Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), o regimento do parlamento manda que um novo relator profira o parecer vencedor. Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) foi designado para a tarefa.

Encerrada essa etapa na CCJ, o parecer aprovado será publicado no Diário da Câmara e, só então, poderá ser analisado em plenário. Uma vez no plenário, a denúncia precisa ter o apoio de pelo menos 342 votos para ter prosseguimento na Justiça ou para ser interrompida.

Ainda durante a fase de debates, deputados da oposição já esperavam a derrota e lamentaram o que consideram como “resultado artificial”, em referência às trocas de membros da CCJ que foram feitas pela base governista. Desde que a semana em que a denúncia chegou à Câmara, 25 dos 66 integrantes da comissão foram substituídos.

Os deputados federais de Mato Grosso do Sul Carlos Marun (PMDB) e Elizeu Dionízio (PSDB), que integram a comissão, não foram encontrados para comentar o resultado.


137 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-