Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,
DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

Em nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, que defendem o ex-presidente Lula, afirmam que "o
Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Você já está estudando para o concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo? Se você está perdido e
Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

De acordo com o boletim de ocorrência um homem de 55 anos foi encontrado morto em um dos quartos do
Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Os três senadores de Mato Grosso do Sul votaram a favor da reforma trabalhista, nesta terça-feira (11), em pleito realizado

“Entrei no táxi e tremia. Aí, comecei a chorar”, diz repórter que denunciou Biel


biel
Esta postagem foi publicada em 3 de junho de 2016 Brasil, Destaques 3.

Repórter conta como se sentiu após caso de assédio de Biel

Biel
Divulgação

Biel

Em depoimento ao Delas, a repórter do Portal iG, cujo nome foi ocultado para preservar sua privacidade, relatou o que aconteceu durante o encontro com Biel. A jovem de 21 anos denunciou o artista por assédio sexual após o cantor a chamar de “gostosinha” e oferecer beijo enquanto ela o entrevistava.

“Quando ele disse, logo de cara, ‘se eu te pego, te quebro no meio’, já fiquei com o pé atrás. Estranhei o fato de não ter um filtro no que ele dizia, não ter uma certa barreira ou limite na relação entre repórter e entrevistado. A partir do momento que ele falou isso, minha primeira reação foi um choque. Ele trata assim mesmo quem está ali trabalhando com ele, e enquanto ele está trabalhando também?”, lamentou.

“Depois, vem o momento em que ele quer me oferecer um beijo, ou testar a sua sexualidade, e cruza novamente a barreira profissional. Não estava ali conversando, pedindo um beijo ou flertando. Estava ali porque é meu trabalho. Tanto que começo a entrevista dizendo: ‘vamos falar sobre seu CD porque é o que importa. Por mais que ele tenha uma postura nas músicas e redes sociais com uma pegada sexualizada, de ‘pegador’, nunca imaginei que isso fosse acontecer durante entevista com foco de divulgar o CD.”

A jovem, que desde 2013 já fez diversas entrevistas com bandas e artistas, lembrou como se sentiu. “Estou acostumada a entrevistar famosos e a primeira coisa que pensei foi que aquilo não estava acontecendo. A entrevista terminou, peguei minhas coisas e fui embora. Entrei no táxi e tremia. Aí, comecei a chorar. Lembrei das pessoas da sala que estavam rindo, de tudo que ouvi uma vez, duas vezes, quatro vezes. Quando saí, percebi tudo que aconteceu, e tantas coisas que ouvi em dez minutos e é aí que você percebe o absurdo da situação”, recordou.

“A entrevista terminou, peguei minhas coisas e fui embora. Entrei no táxi e tremia. Aí, comecei a chorar. Lembrei das pessoas da sala que estavam rindo, de tudo que ouvi uma vez, duas vezes, quatro vezes. Quando saí, percebi tudo que aconteceu, e tantas coisas que ouvi em dez minutos e é aí que você percebe o absurdo da situação”

A repórter ainda contou que tentou avaliar seu próprio comportamento. “A primeira palavra que vem à cabeça é incômodo. Pensei que poderia ter parado a entrevista e falado: ‘Tchau, vou embora, não quero mais ouvir isso’. Mas preferi terminar o que havia ido fazer lá. Na hora, você fica com a impressão que, se não continuar, não vai entregar o trabalho que você foi fazer lá.

Acolhida por amigos e parentes, a repórter decidiu, então, registrar uma queixa contra o artista. “Fui muito bem atendida na 1ª Delegacia da Mulher. O tempo todo me deram todas as direções, me falaram sobre o processo e me explicaram que estava errado ele me chamar de gostosinha, me oferecer beijo. Me explicaram que realmente a postura e até o jeito de olhar eram indícios de assédio sexual”, diz.

Ao Delas, a delegada Giovanna Valenti não quis comentar o caso, mas explicou como faz o atendimento às vitimas. “Ela ficou aqui por três horas, foi orientada e acolhida. Nesses casos, a vítima precisa de mais apoio do que uma vítima de furto, por exemplo. Existe toda uma consequência psicológica em questão, a mulher precisa entender que tem o direito de ser tratada com respeito”.


166 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-