Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Estimativa é de que as chamas consumiram 500 hectares de florestas de eucalipto Equipes do Governo do Estado se uniram a
Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

O crime aconteceu nesta terça-feira (12), na Avenida Aureliano Moura Brandão, região central da cidade.   De acordo com informações do boletim
6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

Foi desencadeada no último dia 7 de setembro no Município de Ribas do Rio Pardo a “Operação Independência” com o
Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Um guia para esclarecer, de vez, como recorrer às propriedades da nossa flora sem correr riscos O uso de plantas para tratar doenças
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,

Fátima Bernardes responde se salvaria o policial ou o traficante


fatimabernardes-encontro
Esta postagem foi publicada em 23 de novembro de 2016 Notícias Barra Lateral, Top Famosos.

Apresentadora foi alvo de críticas após promover enquete sobre ética médica

Fátima Bernardes, apresentadora do 'Encontro'

Fátima Bernardes, apresentadora do ‘Encontro’ (Reprodução)

Após o programa, muitos internautas saíram em defesa dos policiais e foi criada inclusive a hashtag #EuEscolhoPoliciais. No programa desta terça, a apresentadora explicou sua posição. “(O programa) Sempre vai estar ao lado da polícia, que trabalha legalmente. No dia eu nem dei opinião, mas eu, Fátima, certamente iria socorrer o policial, mas eu não sou médica, eu poderia fazer isso. Certamente escolheria quem está ao lado da lei para ser tratado. Um traficante tem direito a um advogado, e nem por isso vamos atacar o advogado por defendê-lo, nem atacar um médico que, por questões profissionais, optou por tratar quem estava em maior risco de vida. A questão era essa”, completou.

Ela continuou se posicionando e revelou qual era o objetivo do Encontro ao abordar essa questão. “Não houve escolha pelo tráfico em detrimento do trabalho policial. A nossa discussão girou em torno da questão ética. O que me surpreendeu muito na repercussão das redes é como se o programa tivesse feito uma opção pelo traficante, e não pela polícia”, disse.

Entre os convidados do programa estavam o médico Fernando Gomes Pinto, consultor recorrente da atração,  que falou sobre o juramento profissional e a ética do médico, que busca atender qualquer paciente independentemente de quem ele seja. No sofá do Encontro também estava o major Ivan Blaz, porta-voz da PM do Rio de Janeiro, que comentou a polêmica. “A enquete trata de um dilema específico da área médica, que não é nenhuma novidade. De acordo com a ética médica, não há o que discutir. É importante que venhamos esclarecer isso, nós temos aqui quase 1 milhão de agentes de segurança que se sentiram ofendidos”, declarou o policial.

A explicação completa de Fátima Bernardes pode ser vista no site do Encontro.

(Com Estadão Conteúdo)


82 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-