Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,
DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

Em nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, que defendem o ex-presidente Lula, afirmam que "o
Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Você já está estudando para o concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo? Se você está perdido e
Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

De acordo com o boletim de ocorrência um homem de 55 anos foi encontrado morto em um dos quartos do
Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Os três senadores de Mato Grosso do Sul votaram a favor da reforma trabalhista, nesta terça-feira (11), em pleito realizado

Governo do Estado quer a adesão de mais municípios ao programa Lote Urbanizado


Esta postagem foi publicada em 15 de janeiro de 2017 Destaques 1, Notícias Barra Lateral, Notícias da Região, Notícias em Destaques Slide Topo, Ribas do Rio Pardo.

Com obras em fase de licitação em parceria com 18 prefeituras, o Governo do Estado tem por meta ampliar o programa Lote Urbanizado para todos os municípios. A secretaria estadual de Habitação, Maria do Carmo Avesani Lopes, já se reuniu em dezembro do ano passado com os prefeitos eleitos dos 79 municípios, para apresentar o novo programa habitacional, e reforçou o compromisso do governador Reinaldo Azambuja de ampliar o acesso da população à casa própria.

lote urbanizado2

Secretários Sérgio de Paula (Casa Civil) e Maria do Carmo (Sehab) durante apresentação do programa aos prefeitos eleitos (Foto Edemir Rodrigues)

“O governo vem trabalhando para atingir a adesão dos prefeitos, senão todos, mas a maioria, a um programa de grande relevância, considerando que o volume de recursos disponibilizados pelo governo federal nos anos anteriores para a habitação será reduzido em 2017, devido a situação em que vive o País”, explicou a secretaria. “Diante dessa realidade, o nosso governo não poderia ficar de braços cruzados e foi criado o Lote Urbanizado, onde o Estado será parceiro dos municípios.”

Com o Lote Urbanizado, o Estado se antecipa aos cortes federais, já anunciados pela União, e subsidiará a construção da fundação de uma residência de 40,56 metros quadrados até o contrapiso, com fossa séptica, sumidouro, parte hidráulica e primeira fiada em alvenaria, para famílias com perfil social e renda inferior a cinco salários mínimos. O município que aderir será responsável pela doação do terreno regularizado, dotado de infraestrutura básica (água, energia, arruamento e iluminação pública).

Demandas

lote urbanizado

Secretaria de Habitação iniciou visitas aos municípios parceiros para detalhar programa à população (Foto Edemir Rodrigues

Nestas condições, a Agência de Habitação Popular (Agehab) já licitou 1.700 unidades habitacionais em 18 municípios: Jaraguari, Brasilândia, Novo Horizonte do Sul, Glória de Dourados, Pedro Gomes, Rio Verde, Japorã, Amambai, Antônio João, Bela Vista, Porto Murtinho, Bodoquena, Costa Rica, Chapadão do Sul, Cassilândia, Inocência, Água Clara e Ribas do Rio Pardo. A Agehab realiza desde o dia 11 reuniões com as famílias para apresentar o programa e iniciar o cadastramento.

“O governo, enquanto executa esta primeira etapa do programa, está aberto à adesão de novos municípios”, disse Maria do Carmo Avesani. Ela orienta as famílias que atendem aos requisitos básicos do Lote Urbanizado – renda familiar e não estar inscrito em outro programa habitacional – a procurarem as prefeituras e demonstrarem interesse pelo benefício. “Com essa procura, as prefeituras poderão identificar as suas demandas e, assim, formalizar a parceria”, acrescentou.

Financiamento

lote urbanizado3

Beneficiado receberá lote com infraestrutura e projeto para construir sua casa em dois anos

As famílias interessadas no projeto deverão se cadastrar no sistema online de inscrição da Agehab e, após a seleção, os beneficiários receberão uma cartilha da agência com o projeto de engenharia para edificar a moradia padrão entregue pelo Estado no contrapiso, a qual terá dois quartos, sala, cozinha e banheiro. O selecionado terá prazo de dois anos para construir a casa e poderá habitá-la somente após sua conclusão e regularização na prefeitura, que expedirá o habite-se.

A secretaria de Habitação adiantou que o Estado poderá financiar a parte mais onerosa da construção, que é a cobertura, com uma carência de dois anos, prazo para conclusão da casa. Também esclareceu que o programa não exige comprovação de renda da família selecionada, porém, esta terá que apresentar, em até 60 dias, a nota fiscal da compra do material (tijolos e cimento) para a primeira etapa da obra, demonstrando, assim, sua capacidade de investimento.

Sílvio Andrade – Subsecom


96 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-