Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,
DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

Em nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, que defendem o ex-presidente Lula, afirmam que "o
Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Você já está estudando para o concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo? Se você está perdido e
Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

De acordo com o boletim de ocorrência um homem de 55 anos foi encontrado morto em um dos quartos do
Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Os três senadores de Mato Grosso do Sul votaram a favor da reforma trabalhista, nesta terça-feira (11), em pleito realizado

Operação prende 11 suspeitos de aplicar R$ 2 milhões em golpes


maquina
Esta postagem foi publicada em 6 de dezembro de 2016 Notícias Barra Lateral, Notícias da Região.

Durantes as buscas foram apreendidos diversos equipamentos agícolas. (Foto: Divulgação/Deco)

Durantes as buscas foram apreendidos diversos equipamentos agícolas. (Foto: Divulgação/Deco)

Organização criminosa especializada em crimes de estelionato e que é suspeita de ter aplicado mais de R$ 2 milhões em golpes foi alvo de operação, desencadeada nesta terça-feira (06) pela Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado), em Campo Grande e no estado do Mato Grosso.

Na batizada Operação Canindé, foram cumpridos pelos agentes da Deco em parceria com a Polícia Civil do estado vizinho, 11 mandados de prisão, sendo que oito pessoas foram presas em Rondonópolis e Cuiabá.

Em Rondonópolis, as buscas se concentraram em uma residência, numa transportadora e em uma fazenda onde foram apreendidos maquinários agrícolas, veículos e um gerador de energia. De acordo com a polícia eles adquiriam os materiais e em seguida revendiam usando documentos falsos.

Em Campo Grande, também foram cumpridos mais três mandados de prisão preventiva durante as buscas em residências apontadas durante a investigação. Em uma delas, um dos suspeitos foi preso por furto de energia.

Na Capital, a ações contaram com o apoio da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos). Todos os suspeitos presos em Mato Grosso serão encaminhados pela Deco para Campo Grande, onde serão interrogados e indiciados pelos crimes.

Investigações – As investigações começaram em julho deste ano, quando agentes da Deco passaram a investigar um grupo de 12 integrantes, que usando documentos falsos montaram uma empresa de fachada no bairro Itamaracá, em Campo Grande.

Em nome da Soares Rocha Construtora Ltda a organização passou a adquirir de forma ilícita, principalmente maquinário agrícola, gerando um prejuízo de mais de R$ 2 milhões de reais a 12 vítimas. Os equipamentos estavam, em sua maioria no estado do Mato Grosso.

O nome da operação se refere a esta prática de crime que é conhecida como “Golpe da Arara”, mas também tem relação com a arara-canindé, espécie nativa da região centro-oeste.

Campo Grande news


50 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-