Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,
DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

Em nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, que defendem o ex-presidente Lula, afirmam que "o
Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Você já está estudando para o concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo? Se você está perdido e
Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

De acordo com o boletim de ocorrência um homem de 55 anos foi encontrado morto em um dos quartos do
Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Os três senadores de Mato Grosso do Sul votaram a favor da reforma trabalhista, nesta terça-feira (11), em pleito realizado

PF deflagra operação contra tráfico internacional de drogas


PRF1
Esta postagem foi publicada em 4 de novembro de 2016 Brasil, Notícias Barra Lateral.

Polícia diz que quadrilha pode ter movimentado mais de R$ 1 bilhão. São cumpridos 81 mandados judiciais em Goiás e Mato Grosso do Sul

Camionete carregada de cocaína apreendida pela PF na Operação Cavalo Doido

A Polícia Federal deflagrou na madrugada desta sexta-feira a operação Cavalo Doido contra um esquema internacional de tráfico de drogas. A quadrilha foco da ação policial agia na distribuição de entorpecentes produzidos no Paraguai para os estados brasileiros de Goiás, Pará, Distrito Federal e Mato Grosso do Sul. Policiais paraguaios também participam da ação. A PF estima que o grupo tenha movimentado mais de R$ 1 bilhão. Foram bloqueadas 80 contas bancárias do grupo.

Mais de 200 policiais participam da operação, que está sendo realizada em conjunto com a Polícia do Paraguai. Ao todo são 81 medidas judiciais, sendo 21 mandados de prisão preventiva, 11 mandados de prisão temporária, 15 conduções coercitivas e 34 mandados de busca e apreensão.

Segundo a PF, uma das rotas dos bandidos era a região de fronteira de Pedro Juan Cabalero, no Paraguai. Foram apreendidas mais de 10 toneladas de drogas, armas de grosso calibre e carros de luxo. Aquadrilha abaixava os bancos dos carros, retirava todos os acessórios possíveis e carregava o carro com a droga, sem qualquer tipo de disfarce. Depois, saía dirigindo em alta velocidade, sem paradas e sem respeitar qualquer tipo de sinalização ou barreira policial. O objetivo era evitar perdas e chegar o mais rápido possível ao ponto de venda da droga. Por causa dessa prática, a operação foi batizada de ‘Cavalo Doido’.

Os investigados vão responder por tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico, corrupção ativa, tráfico internacional de armas, adulteração de arma de fogo e porte ilegal de armas. Somadas, as penas podem ultrapassar 30 anos.

(Com Agência Brasil)


41 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-