Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,
DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

Em nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, que defendem o ex-presidente Lula, afirmam que "o
Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Você já está estudando para o concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo? Se você está perdido e
Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

De acordo com o boletim de ocorrência um homem de 55 anos foi encontrado morto em um dos quartos do
Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Os três senadores de Mato Grosso do Sul votaram a favor da reforma trabalhista, nesta terça-feira (11), em pleito realizado

PF desmontou quadrilha que ‘fabricava’ veículos em MS para traficar drogas


dinheiro
Esta postagem foi publicada em 29 de junho de 2017 Destaques 2, Notícias Barra Lateral, Notícias da Região.

A deflagração da Operação Subzero feita pela Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira (29), em Dourados, Ponta Porã e Jacareí, em São Paulo terminou com a prisão de 14 pessoas, além da apreensão de dinheiro e munições.

Operação apreendeu dinheiro e munições com quadrilha de tráfico internacional de drogas (Nicanor Coelho

Dos 14 mandados de prisão, 13 foram cumpridos e outra pessoa presa por porte ilegal de arma, ela não estava relacionada na lista dos investigados. De busca e apreensão foram 13 mandados. Entre os presos estão dois paraguaios.

Segundo informações da Polícia Federal, a quadrilha teria começado a atuar em 2009 no contrabando de medicamentos e em 2012 passou a fazer tráfico internacional de drogas. Foram apreendidos R$ 60 mil em espécie e várias munições, 556, 762 e .40.

Entenda como funcionava o esquema

Na cidade de Dourados uma empresa fabricava os furgões usados para o transporte da droga. Já em Ponta Porã uma empresa de transporte era usada para fazer o serviço. A ‘central’ da quadrilha ficava em Jacareí, em São Paulo. O cabeça da quadrilha morava em Jacareí, mas era natural de Ponta Porã.

As investigações começaram em abril de 2015 e nesta quinta-feira a operação foi deflagrada com a participação de 100 policiais. Durante o curso das investigações, foram apreendidas 687 quilos de cocaína e 1 tonelada de maconha, além de sete prisões.

A quadrilha

A quadrilha era formada, principalmente, por empresário do ramo de fabricação de carrocerias, baús e de transporte de mercadoria. A droga era adquirida no Paraguai e levada para a região Centro-Oeste, Sudeste e Sul do país. A Polícia Federal também apura indícios que pelo menos um dos investigados atuou no tráfico de armas e no contrabando de medicamento.

Nome da operação

O nome da Operação é devido à forma pela qual a quadrilha se utilizava para transporte da droga que geralmente era feita de forma oculta em câmaras frias de caminhões baús.

Midiamax


33 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-