Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Cavalaria da PMMS garante segurança na Cavalgada em Louvor a Nossa Senhora Aparecida em Ribas do Rio Pardo

Cavalaria da PMMS garante segurança na Cavalgada em Louvor a Nossa Senhora Aparecida em Ribas do Rio Pardo

Campo Grande (MS) – A Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul através do 1° Esquadrão Independente de
Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Estimativa é de que as chamas consumiram 500 hectares de florestas de eucalipto Equipes do Governo do Estado se uniram a
Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

O crime aconteceu nesta terça-feira (12), na Avenida Aureliano Moura Brandão, região central da cidade.   De acordo com informações do boletim
6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

Foi desencadeada no último dia 7 de setembro no Município de Ribas do Rio Pardo a “Operação Independência” com o
Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Um guia para esclarecer, de vez, como recorrer às propriedades da nossa flora sem correr riscos O uso de plantas para tratar doenças
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas

PF prende policiais que teriam beneficiado Sarney, Collor e Lobão contra Lava Jato


pf_-_pl
Esta postagem foi publicada em 21 de outubro de 2016 Brasil, Destaques 3, Notícias Barra Lateral.

Agentes do legislativo teriam feito ‘varredura’ em residências para ‘livrar’ senadores

Quatro policiais legislativos faziam varreduras na casa de senadores investigados (Foto: Reprodução/José Cruz/EBC)

A Polícia Federal denominou de ‘Métis’ a operação que culminou com a prisão de quatro policiais legislativos acusados de tentar atrapalhar as investigações da Lava Jato, beneficiando o ex-presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP) e os senadores Fernando Collor de Mello (PTC-AL) e Edison Lobão (PMDB-MA) .

Segundo a PF, a operação desta sexta-feira (21), busca desarticular o que ela classificou de ‘organização criminosa’. Os presos já teriam sido suspensos do exercício da função pública por determinação da Justiça Federal. O nome da operação faz referência à Deusa da proteção, com a capacidade de antever acontecimentos.

“Foram obtidas provas de que o grupo, liderado pelo Diretor da Polícia do Senado, tinha a finalidade de criar embaraços às ações investigativas da Polícia Federal em face de Senadores e ex-Senadores, utilizando-se de equipamentos de inteligência”, diz parte de uma nota divulgada pela PF.

Durante a operação foram presos o diretor da polícia do Senado, Pedro Ricardo Carvalho, que segundo o Jornal Folha de São Paulo, é um servidor de confiança do presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), e os agentes Geraldo Cesar de Deus Oliveira, Everton Taborda e Antonio Tavares.

“Em um dos eventos, o Diretor da Polícia do Senado ordenou a prática de atos de intimidação à Polícia Federal, no cumprimento de mandado expedido pelo Supremo Tribunal Federal em apartamento funcional de Senador”, diz a nota da PF.

A PF revelou que, por determinação da 10º Vara Federal do Distrito Federal, cumpriu nove mandados judiciais, todos em Brasília, sendo quatro de prisão e cinco de busca e apreensão, um deles dentro das dependências da Polícia do Senado, no Congresso Nacional.

De acordo com o Jornal O Estado de São Paulo, o MPF (Ministério Público Federal) informou que um policial legislativo contou, em sua delação premiada, que servidores do Senado utilizaram equipamentos de segurança da Casa para fazer varreduras em imóveis particulares e funcionais ligados a três senadores e um ex-parlamentar investigados na Operação Lava Jato, com intuito de promover a chamada ‘contrainteligência’, localizando e destruindo eventuais sistemas utilizados para escutas telefônicas e ambientes.

O Jornal Folha de São Paulo incluiu a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) entre os parlamentares que tiveram os imóveis funcionais em Brasília vistoriados pelos policias legislativos. Todavia, não há informações se os senadores sabiam ou autorizaram as varreduras.


157 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-