Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Cavalaria da PMMS garante segurança na Cavalgada em Louvor a Nossa Senhora Aparecida em Ribas do Rio Pardo

Cavalaria da PMMS garante segurança na Cavalgada em Louvor a Nossa Senhora Aparecida em Ribas do Rio Pardo

Campo Grande (MS) – A Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul através do 1° Esquadrão Independente de
Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Estimativa é de que as chamas consumiram 500 hectares de florestas de eucalipto Equipes do Governo do Estado se uniram a
Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

O crime aconteceu nesta terça-feira (12), na Avenida Aureliano Moura Brandão, região central da cidade.   De acordo com informações do boletim
6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

Foi desencadeada no último dia 7 de setembro no Município de Ribas do Rio Pardo a “Operação Independência” com o
Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Um guia para esclarecer, de vez, como recorrer às propriedades da nossa flora sem correr riscos O uso de plantas para tratar doenças
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas

PMs e bombeiros oficiais terão que ter formação em Direito, propõe Governo


oficial
Esta postagem foi publicada em 28 de outubro de 2016 Notícias Barra Lateral, Notícias da Região.

Atualmente, exigência é que candidatos tenham formação em nível médio

O Governo do Estado quer exigir que policiais militares e bombeiros que quiserem ingressar no Curso de Formação de Oficias tenham bacharelado em Direito. Atualmente a regra é que os militares tenham apenas estudado o Ensino Médio.

A modificação no projeto de Lei nº 3.808, de 18 de dezembro de 2009, foi protocolada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na última terça-feira (25) na Assembleia Legislativa e ainda não foi avaliada pelos deputados.

No texto, o Governo quer manter a exigência de Ensino Médio para os interessados em entrar na carreira como praças – os soldados ou cabos – e que para aqueles que queiram seguir a carreira de oficiais, haja exigência de formação em Curso de Direito reconhecido no Brasil.

Na justificativa para a exigência, Azambuja afirmou que 50% da carga horária dos oficiais é voltada para trabalho jurídico e que com candidatos já formados na área, diminuirá o tempo de formação na escola de oficiais, já que boa parte das matérias têm vínculo com o Direito.

Ainda conforme o Estado, a proposta é que um representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) participe das fases do concurso público para ingresso na carreira de oficiais.

PROPOSTA POLÊMICA

Apesar de ser criticada por muitos militares que mesmo tendo nível superior não podem ingressar no cargo de oficial por não serem formados em Direito, a exigência que pode ser colocada em prática em Mato Grosso do Sul já é realidade em pelo menos oito estados do Brasil.

De acordo com o presidente da Associação dos Oficiais Militares Estaduais, coronel Alírio Villasanti, a mudança na lei é um pedido antigo de oficiais principalmente em razão do tempo de formação.

Segundo ele, a maioria dos oficiais tanto da PM quanto do Corpo de Bombeiros acaba cursando Direito depois que são aprovados na escola de formação militar. “Cursamos cerca de 4 anos na escola de formação de oficiais e muitas matérias são aproveitadas e, com mais um ano, em média, a maioria se forma em Direito depois”, afirma.

Para o coronel, se a exigência de ser bacharel em direito for realidade, o tempo de formação na escola militar deve cair pela metade, ficando entre 1,5 a 2 anos. “É um avanço para a corporação, foi uma construção dos oficiais com o comando da PM e do Bombeiro e o Governo”, finaliza o coronel.

Não há previsão de quando o projeto será colocado em discussão e votação na Assembleia.


28 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-