Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,
DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

Em nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, que defendem o ex-presidente Lula, afirmam que "o
Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Você já está estudando para o concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo? Se você está perdido e
Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

De acordo com o boletim de ocorrência um homem de 55 anos foi encontrado morto em um dos quartos do
Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Os três senadores de Mato Grosso do Sul votaram a favor da reforma trabalhista, nesta terça-feira (11), em pleito realizado

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito


prefeitura de ribas
Esta postagem foi publicada em 20 de julho de 2017 Notícias Barra Lateral, Notícias em Destaque, Notícias em Destaques Slide Topo, Ribas do Rio Pardo.

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de uma sobrinha e um cunhado do prefeito Paulo César Lima Silveira, o Paulo Tucura (PMDB), de Ribas do Rio Pardo, distante 97 quilômetros de Campo Grande. Os pedidos estão publicados no diário oficial do órgão desta quinta-feira (20).

De acordo com as recomendações, foram instaurados dois procedimentos preparatórios que identificaram a configuração de nepotismo nos casos. O cunhado do prefeito é servidor efetivo da administração municipal, mas recebeu função gratificada a partir de 1º de fevereiro de 2017, ou seja, no início do mandato eletivo do atual prefeito.

O cunhado do prefeito passou a integrar a equipe de apoio nas licitações realizadas pelo município na modalidade pregão presencial, bem como a atribuição da função gratificada FG-1, ferindo “os princípios da isonomia, legalidade, impessoalidade e moralidade administrativa”.

A sobrinha foi convocada, segundo a recomendação, para professora de ensino básico em substituição de vaga ocupada por servidora efetiva, além de vinte horas aulas para prestar serviços na biblioteca do SESI na cidade.

As contratações da sobrinha se deram, respectivamente, de 01/02/2017 à 14/07/2017, e, 13/02/2017 à 14/07/2017, também configurando nepotismo, segundo o MPE-MS.

A prefeitura tem até dez dias para dizer se vai acatar ou não a recomendação do Ministério. A equipe de reportagem tentou contato com o prefeito e com a assessoria de comunicação da administração municipal, mas as ligações não foram atendidas.

Midiamax


175 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-