Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,
DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

Em nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, que defendem o ex-presidente Lula, afirmam que "o
Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Você já está estudando para o concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo? Se você está perdido e
Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

De acordo com o boletim de ocorrência um homem de 55 anos foi encontrado morto em um dos quartos do
Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Os três senadores de Mato Grosso do Sul votaram a favor da reforma trabalhista, nesta terça-feira (11), em pleito realizado

Surreal; Menina é enforcada com corda no pescoço em escola por ser negra


negra
Esta postagem foi publicada em 17 de junho de 2016 Mundo, Surreal.

Uma menina de apenas 12 anos foi enforcada com uma corda na própria escola por outras crianças sob a justificativa de ‘ser negra’.

O incidente aconteceu na cidade de Waco, no estado americano do Texas (EUA). A família da menina anunciou que está processando a escola por negligência e pede uma indenização de US$ 3 milhões (mais de R$ 10 milhões). As informações foram publicadas pelo Daily Mail e por outros veículos da mídia internacional.

A mãe de KP (nome fictício) alega que a filha já havia sofrido bullying anteriormente e que a Live Oak Classical School não tomou nenhuma providência. A gota d’água foi um episódio em abril deste ano que culminou em sérias escoriações no pescoço da criança.

Segundo a família, durante uma viagem ao sítio “Germer Ranch”, no condado de Blanco, três meninos amarraram a corda de um balanço no pescoço de KP e a empurraram violentamente, causando os ferimentos. De acordo com a advogado da família, as agressões têm motivações racistas.

Em novembro de 2015, quatro meses antes do evento mais grave, a mãe da menina já havia alertado a direção do colégio, via e-mail, sobre as constantes agressões sofridas pela filha:

“Essa não é a primeira vez que isso aconteceu. Durante um ensaio de uma peça eles a empurraram e chutaram”, escreveu.

Na ocasião, em resposta, o diretor da escola relativizou e tentou justificar a violência dizendo que o ato se tratava de uma brincadeira que algumas vezes as crianças fazem e que “raramente é feita por maldade”.

No processo, a mãe reclamou ainda que a escola não relatou a agressão ocorrida durante a viagem e a família só teve conhecimento do fato quando a menina retornou.

Portal do Holanda


96 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-