Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Cavalaria da PMMS garante segurança na Cavalgada em Louvor a Nossa Senhora Aparecida em Ribas do Rio Pardo

Cavalaria da PMMS garante segurança na Cavalgada em Louvor a Nossa Senhora Aparecida em Ribas do Rio Pardo

Campo Grande (MS) – A Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul através do 1° Esquadrão Independente de
Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Estimativa é de que as chamas consumiram 500 hectares de florestas de eucalipto Equipes do Governo do Estado se uniram a
Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

Homem é espancado e roubado ao sair do Banco do Brasil em Ribas do Rio Pardo

O crime aconteceu nesta terça-feira (12), na Avenida Aureliano Moura Brandão, região central da cidade.   De acordo com informações do boletim
6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

6ª CIPM- Polícia militar de Ribas do Rio Pardo divulga balanço da “Operação Independência”

Foi desencadeada no último dia 7 de setembro no Município de Ribas do Rio Pardo a “Operação Independência” com o
Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Conheça e saiba usar plantas e flores medicinais, disponíveis na Bim Floricultura em Ribas do Rio Pardo

Um guia para esclarecer, de vez, como recorrer às propriedades da nossa flora sem correr riscos O uso de plantas para tratar doenças
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas

Surreal: Mulheres já são 40% dos sócios da Gaviões da Fiel, mas são proibidas de encostar em bandeira e tocar bateria


Mulheres da Gaviões não podem tocar bateria e encostar em bandeira
Esta postagem foi publicada em 10 de outubro de 2017 Brasil, Futebol, Notícias Barra Lateral, Surreal.

Mulheres da Gaviões não podem tocar bateria e encostar em bandeira

Mulheres da Gaviões não podem tocar bateria e encostar em bandeira

A Gaviões da Fiel tem, atualmente, 97.177 sócios. Desses, 40% são mulheres. Os torcedores do clube paulista, como um todo, são 53% mulheres e 47% homens. Apesar de sua grande representatividade, elas ainda precisam lutar por igualdade nas arquibancadas: uma regra na maior torcida organizada do Corinthians determina que meninas não podem encostar em bandeira e tocar bateria.

Queren Pereira, sócia da Gaviões desde 2006, quando tinha 16 anos, sente na pele essas e outras determinações impostas pela parcela masculina da torcida organizada. “Eles nos tratam bem, mas são machistas. Com exceção do carnaval e do bandeirão que sobe nos estádios, as mulheres não podem tocar bateria e encostar em bandeira do Corinthians”, contou ao espnW.

“É como se fôssemos contaminar. Não podemos nem entrar na sala onde as bandeiras ficam guardadas. Não tem diálogo. Falam: ‘não gostou, sai’. Já levei muita bronca por não saber da regra e pegar em bandeira”, completou.

A corintiana já tentou conversar, e a justificativa foi culpar a história. “Os fundadores da Gaviões eram muito politizados. Um deles, inclusive, era gay. Mas isso se perdeu com a nova geração. Os novos dizem que sempre foi assim, porque é mais fácil para eles. Mas não foi. Porque tem fotos antigas de mulheres com bandeiras. Eles acham que só o fato de aceitarem ter mulheres na torcida, já é não discriminar.”

E as regras não param por aí. As mulheres da torcida organizada do Corinthians não podem assistir jogos no São Januário, estádio do Vasco, por conta da violência. “É regra. Não adianta chorar. E não podemos ir por conta própria porque avisam que se virem a gente lá, vão cobrar. Nosso último título no Brasileiro foi lá, e vimos pela TV.”

Arquivo pessoal

Queren é sócia da Gaviões desde 2006 e já levou bronca por não saber da regra

Queren é sócia da Gaviões desde 2006 e já levou bronca por não saber da regra

Outra imposição é que as mulheres não podem sentar dos assentos do fundo do ônibus no caminho para os estádios. “Os homens vão consumindo droga. E nós, se quisermos, não podemos. Precisamos medir força e mostrar que temos os mesmos direitos, somos torcedoras igual. Mas lutar o tempo todo e não ser escutada deixa a gente doente.”

DJ, artista plástica e agente cultural, Queren já foi em mais de 200 jogos do Corinthians. Entrou para a Gaviões depois que seu irmão pegou seu RG escondido e fez sua inscrição, lhe dando a carteirinha de presente no Réveillon de 2006. A torcedora é integrante do Coletivo Democracia Corinthiana, movimento cultural, educativo e político de discussão na sociedade.

Procurada pela reportagem do espnW, a Gaviões da Fiel preferiu não se posicionar.


157 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-