Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  |   | 

Facebook Twitter Google+ email email

Anunciar Empresa
Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Ribas do Rio Pardo: Por nepotismo, MPE pede exoneração de sobrinha e cunhado de prefeito

Duas recomendações do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) pedem a exoneração, em até dez dias, de
Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

Frio chega a 3°C em Ribas do Rio Pardo e geada atinge quase todo o município

A madrugada desta quarta-feira (19) foi gelada em todo o estado de Mato Grosso do Sul, onde a geada se
Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

Novo salário mínimo de R$ 979,00 tem impacto de R$ 12,7 bilhões nas contas do governo em 2018

O aumento do salário mínimo de R$ 937 para R$ 979 em 2018 terá impacto de R$ 12,7 bilhões nas
Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Tragédia: Na contramão, caminhonete bate em moto e motociclista morre carbonizado próximo a Ribas do Rio Pardo

Leandro Pinheiro, de 28 anos, morreu carbonizado após sofrer um acidente por volta das 20h15 desse sábado (15), na BR-262,
DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

DEFESA VÊ “INVESTIGAÇÃO POLITICAMENTE MOTIVADA” (Seu julgamento envergonhou o Brasil ao ignorar evidências esmagadoras de inocência e sucumbir a um viés político)

Em nota, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, que defendem o ex-presidente Lula, afirmam que "o
Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Saiba o que vai cair no concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo

Você já está estudando para o concurso da Câmara Municipal de Ribas do Rio Pardo? Se você está perdido e
Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

Homem é encontrado morto em quarto de hotel em Ribas do Rio Pardo

De acordo com o boletim de ocorrência um homem de 55 anos foi encontrado morto em um dos quartos do
Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Senadores de MS votam pela aprovação da reforma trabalhista

Os três senadores de Mato Grosso do Sul votaram a favor da reforma trabalhista, nesta terça-feira (11), em pleito realizado

VÍDEO: MPE-MS investiga filho de Tiririca por ‘passar a perna’ em Prefeitura


tirulipa2
Esta postagem foi publicada em 9 de julho de 2017 Notícias Barra Lateral, Notícias da Região, Notícias em Destaque, Surreal.

Tirulipa fez show por R$ 40 mil se passando por grupo baiano

Dez anos após o filho do deputado federal Tiririca, o humorista Tirulipa, ter feito um show no município de Itaporã, a 234 quilômetros de Campo Grande, o MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) resolveu abrir um inquérito para apurar uma possível fraude executada pelo cantor.

A investigação teve origem no fim do ano passado, quando Tirulipa deu uma entrevista ao apresentador Celso Portiolli, em outubro, contando tudo o que aconteceu no município sul mato-grossense. O cearense e seu grupo musical teriam se passado por um grupo baiano, para receber R$ 40 mil da Prefeitura de Itaporã, para fazer um show no carnaval da cidade.

Além de pagar a quantia, considerada pelo MPE-MS de “elevado valor”, a Prefeitura teria pago as passagens dos 22 integrantes do grupo musical de Tirulipa, da Bahia para Mato Grosso do Sul. Acontece que, segundo o próprio filho de Tiririca, toda sua banda estava alojada em um município ao lado de Itaporã.

“Eles tavam a uma hora de distância da cidade”, diz Tirulipa. Ele conta a Portiolli que cobrou R$ 500 pela passagem de cada um dos integrantes do grupo para Itaporã. “Aí foi o mês da glória. Nós fizemos um carnaval fantástico, a galera enlouqueceu, o prefeito ficou louco com a gente”, conta o humorista e cantor na entrevista.

Investigação

O MPE-MS requisitou informações à Prefeitura de Itaporã e ao cantor Tirulipa a respeito das declarações feitas na entrevista. Em 2007, época de realização do show, o comando da Prefeitura do município era exercido pelo atual prefeito Marcos Pacco (PSDB), reeleito nas últimas eleições.

O ex-prefeito de Itaporã, Wallas Milfont (PDT), também prestou esclarecimentos ao MPE-MS. Requisitado, ele alegou que os fatos não ocorreram durante sua administração, e que apenas encontrou, nas contas da Prefeitura, uma contratação da banda de Tirulipa por R$ 6,5 mil, para apresentar um show durante o carnaval de 2008.

Já o prefeito Marcos Pacco declarou que a contratação de Tirulipa se deu por “notório saber”, com dispensa de licitação, que o valor pago pelos serviços foi de R$ 6,5 mil, e que “em nenhum momento adquiriu qualquer passagem aérea para o artista e sua banda”.

O cantor Tirulipa não respondeu às intimações do MPE-MS. O Jornal Midiamax procurou contato com a assessoria e com os empresários do cantor, mas não obteve respostas.

Confira vídeo da entrevista com o apresentador Celso Portiolli:

Midiamax

56 Visualizações

Notícias em Destaque



Publicidades

Tweater

-